Monthly Archives: fevereiro 2020

Coprocessamento de Resíduos: como é feito? 1

Coprocessamento de Resíduos: como é feito?

O coprocessamento de resíduos é uma alternativa ambiental fundamental para ajudar na sustentabilidade do planeta e na destinação correta dos materiais produzidos pelo ser humano. Como a demanda populacional cresce a cada ano e a produção de produtos para subsistência permanece em crescimento, saber como dar o destino adequado para o que produzimos pode garantir a preservação do meio ambiente e dos recursos naturais de forma sustentável.

Apoiadas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos, as empresas têm assumido esse papel de entender as consequências ambientais de suas operações e estão buscando soluções para a gestão correta de resíduos sólidos. Essa preocupação aumenta diariamente e, diante disso, o coprocessamento torna-se uma alternativa valiosa para a destinação destes materiais, promovendo o reaproveitamento de produtos que seriam descartados.

Vamos conhecer a dinâmica do processo de gestão e quais resíduos e rejeitos podem ser coprocessados?

Como funciona o coprocessamento

O coprocessamento reutiliza os resíduos sólidos industriais para ser fonte de energia de fornos de cimentos, ajudando a reduzir a produção de CO2 e diminuindo a quantidade de rejeitos em aterros sanitários. No processo de queima, a combustão é importante para gerar a reação que transforma as matérias-primas em clínquer, componente fundamental na fabricação do cimento.

A técnica utilizada no coprocessamento de resíduos sólidos é a técnica de Blendagem, na qual se misturam os materiais até alcançar uma consistência homogênea para ser reutilizada.

Resíduos utilizados no coprocessamento

É possível utilizar diversos resíduos no coprocessamento. Alguns deles são:

  • Substitutivos de combustível;
  • Lodo de estações de tratamento e efluentes;
  • Solo contaminado;
  • Solventes;
  • Entre outros.

 

Importância do coprocessamento 

O processo de coprocessamento de resíduos é importante para ajudar na preservação da natureza e a destinação adequada dos recursos que usamos. Por isso, trabalhamos com os melhores processos e parceiros para garantir um serviço de altíssima qualidade.

Atendendo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/10) e resoluções do CONAMA (Conselho Nacional de Meio Ambiente), trabalhamos para que sua empresa faça a destinação correta dos seus resíduos produzidos.